Beagle Mini, Beagle Pocket, Beagle Micro, Beagle 13, 15 ou 16 polegadas, … Seria uma estratégia de marketing trapaceira?


 

   Olá, esse texto se fez necessário a partir da indagação recorrente dos nossos clientes e amigos sobre qual “tipo de Beagle” criamos, bem como, após ver um stories bem-humorado sobre o tema, de uma criadora que admiramos muito. Então, depois de pensar no assunto, nos atrevemos a escrever um pouquinho sobre o que achamos sobre tudo isso.

   A nossa resposta para essa pergunta é sempre foi a seguinte: “criamos Beagle do tipo Beagle”, mas nós entendemos que esse questionamento geralmente ocorre por uma mescla de falta de conhecimento sobre as raças definidas acrescida da má-fé dos chamados criadores de fundo quintal, que utilizam em seus anúncios de ninhadas, títulos como, Beagle Mini, Beagle Pocket, Beagle Micro, Beagle 13, 15 ou 16 polegadas, entre outras nomenclaturas que podem ser usadas para tornar o animal mais atrativo para o comprador.

   O canil Aureum Canis é filiado à Confederação Brasileira de Cinofilia CBKC),  que por sua vez é a única instituição brasileira federada à Fédération Cynologique Internationale (FCI), maior e mais respeitada comunidade canina do Mundo. Desta forma, todos os nossos animais em reprodução estão em conformidade com o Padrão Oficial da Raça determinado por essas Instituições.

 

   De acordo com o catálogo de Padrão de Raças, o Beagle foi classificado no Grupo 06, que agrupa os Sabujos e Rastreadores, que são os cães farejadores dotados de capacidade olfativa excepcional e grande resistência física. No nosso entendimento, neste grupo existem mais outras 3 raças que se assemelham muito em sua aparência com o Beagle e podem acabar sendo confundidos entre eles, sendo: o Foxhound Inglês, o Foxhound Americano e o Beagle Harrier.

   Apesar de algumas semelhanças físicas, entre outras diferenças, todas essas 3 raças são maiores em altura de cernelha (medida usual da altura do cão) que o Beagle. A cernelha é região localizada entre os ossos do ombro e a base do pescoço e a altura da cernelha é medida deste ponto até o chão, conforme podemos ver na figura abaixo:

   Por medida de comparação e para melhor identificarmos as diferenças dessas 4 raças, vamos abordar rapidamente alguns pontos de cada um:

  • Foxhound Inglês, raça oriunda do Reino Unido  foi criado através de linhas de sangue cautelosamente escolhidas há mais de 200 anos. Altura na cernelha: Aproximadamente, 58 - 64 cm.

  •  Foxhound Americano, raça originária dos Estados Unidos. Desenvolvida para caça, sabe-se que seus ancestrais foram importados da Europa para os Estados Unidos desde 1650 e fisicamente, é considerado mais leve e rápido que um foxhound-inglês.Altura na cernelha: Aproximadamente,  machos  de 56 cm ou mais de 63,5 cm e fêmeas de 53 cm ou mais de 61 cm.

  • Beagle Harrier, raça originária da França. Seu nome provém das duas raças usadas para gerá-la, o nosso Beagle e o Harrier (raça britânica que teve seus primeiros registros em meados de 1260 e quase extinta no século XX), não muito diferente de seus parentes, o Beagle harrier é maior e mais pesado que o Beagle em cerca de 10 cm e 10 kg, respectivamente. Altura na cernelha: de 45 cm a 50 cm.

  • O nosso Beagle,  raça de cães de caça de pequeno a médio porte originária do Reino Unido. É similar na aparência ao foxhound porém menor, com pernas mais curtas e orelhas mais longas e macias. Embora os cães da raça Beagle existam há mais de dois mil anos, a raça moderna foi desenvolvida no Reino Unido por volta de 1830 a partir de várias raças, provavelmente a partir do grande Foxhound, incluindo a talbot hound, o north country beagle, o southern hound e possivelmente o harrier. Altura na cernelha: Mínima desejável: 33 cm; máxima desejável: 40 cm.

20200305_090534_edited.jpg

   Esse último é o “Beagle que criamos”, o nosso Milord (Braulio Traqueto de Br Maiorca), um cão de porte médio, que varia de 33 a 40 cm de cernelha (altura do ombro ao chão), segundo o padrão raça pela CBKC/FCI. E a única garantia que podemos fornecer é que todos os nossos cães estão dentro desses padrões estabelecidos.

   Quanto aos “famosos” Beagles de 13, 15 ou 16 polegadas, que somos sempre indagados?

   Primeiramente, devemos informar que no sistema do American Kennel Club (AKC), maior clube de registro genealógico dos Estados Unidos, que apesar de possuir parceria com a Fédération Cynologique Internationale (FCI), mantém seu próprio Stud Book (Livro de registros genealógicos), prevê em seus padrões a existência de duas variedades de Beagle: uma com cães medindo até 13 polegadas de altura e outra para cães com mais de 13, mas não superior a 15 polegadas em altura.

   Cabendo ressaltar que os padrões da raça escolhidos e definidos pela AKC são destinados aos criadores de seu País e filiados à esta Instituição, então, podemos afirmar que, não se tratando de exemplares submetidos aos padrões e ao registro genealógico (pedigree) da AKC, devemos, ao menos, desconfiar quando verificamos a utilização destas nomenclaturas (13, 15 ou 16 polegadas) que tanto encontramos nas ações de venda de Beagles.

   Somos amantes, estudiosos e criadores de uma raça secular que foi desenvolvida na Inglaterra e a maior parte da comunidade cinológica mundial segue os padrões definidos pela FCI e acreditamos que toda essa controvérsia sobre o tamanho do Beagle, além dessa diferenciação realizada pela Instituição Norte Americana,  seja apenas de uma simples conversão dos valores extremos das medidas oficiais o padrão da raça pelo sistema FCI, uma vez que 13 polegadas corresponde à 33,02 centímetros e 16 polegadas corresponde à 40,64 centímetros, então, qualquer exemplar que em sua fase adulta meça entre 33 centímetros (aproximadamente 13 polegadas) ou 40 centímetros (aproximadamente 16 polegadas) cumpre o requisito de tamanho do padrão da raça. 

   Ou seja, quanto ao tamanho do animal, nenhum criador sério pode afirmar dentro de uma ninhada se o filhote terá 13, 15 ou 16 polegadas quando adulto, pois cada indivíduo é único, e, como uma criança, não somos capazes de prever com exatidão sua altura final, não é possível saber se ela será mais alta ou mais baixinha já na primeira infância. A única garantia que pode ser dada é a de que os pais do filhote e sua linhagem anterior estão em conformidade com tais padrões.

   Lembrando que para caracterizar um Beagle, não podemos deixar de verificar os demais requisitos pré-definidos no padrão oficial.  

   Portanto, na nossa opinião é que devemos evitar anúncios de filhotes que contenham informações como Beagle mini, micro, raro, pocket, 13,  15 ou 16 polegadas, pois, provavelmente são pessoas que no mínimo desconhecem sobre a raça que estão criando, ou, estão de má-fé utilizando esse tipo de nomenclatura para que o filhote se torne mais atrativo para, por exemplo, um possível comprador que vive em apartamento e possui pouco espaço disponível para o cão.

   Por fim, deixamos a nossa breve visão sobre o tema com o seguinte questionamento: Se esse “criador” usa de artifícios como esse para atrair clientes, quais outros métodos escusos ele não pratica na sua criação? 

 

Aureum Canis

Referências:

https://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_130.pdf

https://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_131.pdf

https://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_136.pdf

https://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_137.pdf

https://images.akc.org/pdf/breeds/standards/Beagle.pdf

https://br.pinterest.com/pin/845410161283408710

https://www.enciclopet.com.br/foxhound-ingles/foxhound-ingles/

https://meusanimais.com.br/foxhound-americano/

https://www.vetsmart.com.br/cg/raca/17135/beagle-harrier